Artigo

Mudança da fralda

Nas primeiras semanas de vida de um bebé, a mudança de fralda é uma tarefa constante. O recém-nascido pode urinar até cerca de 20 vezes por dia! Nesta fase, os pais devem mudar a fralda praticamente de hora a hora, sempre que o alimentam, depois de acordar ou antes de adormecer, para evitar que fique ferido. À medida que o bebé cresce, a mudança da fralda pode acontecer a cada 3-4 horas.

Escrito por: Paula Braga

Na hora de mudar a fralda aproveite para brincar e conversar com o bebé para que seja um momento divertido e não aborrecido. E enquanto brinca, o rabinho do bebé também apanha ar durante algum tempo, o que ajuda a secar melhor. Quanto mais seco estiver, menos hipótese tem de desenvolver irritações cutâneas.

Limpe o bebé da frente para trás, arrastando as fezes para a fralda. Volte a limpar o bebé, mas desta vez com sabão com pH neutro, sem conservantes nem aromatizantes, enxaguando com água morna e secando muito bem de seguida. Para remover fezes secas que tenham aderido à pele pode usar uma compressa embebida em óleo de amêndoas doces.

Na muda da fralda que contém apenas urina é suficiente a higiene com água morna, sem recorrer a sabão. Apesar de ser uma solução prática, evite a utilização de toalhitas humedecidas, somente em viagem ou saídas com o bebé. As toalhitas contêm sabão e o contacto contínuo com apele pode lesar a barreira protetora cutânea, dando origem a dermatite de contacto.

Depois de limpo, pode usar cremes de barreira ou pastas mais espessas e aderentes, à base de óxido de zinco ou cremes com dexpantenol, para evitar a humidade excessiva da área das fraldas e diminuir a permeabilidade da pele. Estes produtos ajudam a prevenir o contacto das fezes com a pele já danificada, porque aderem à epiderme.

Os cremes de barreira devem ser removidos com óleo de amêndoas doces e não devem ser retirados a cada muda de fraldas para não irritar a pele. Se a muda das fraldas é frequente e a consequente higienização, os cremes protetores são dispensáveis a todo o momento por terem efeito de oclusão, causar sensibilização de contacto e irritação, conduzindo à dermatite da área das fraldas.

São também desaconselhadas as preparações que contêm ácido bórico e pó de talco pelos riscos de toxicidade e de desenvolvimento de granulomas.

Limpar uma menina

A menina deve ser sempre limpa da frente para trás, sentido vagina para o ânus, para evitar que alguns restos de fezes possam ir para a vagina, provocando uma infeção. Será importante abrir levemente os lábios vaginais e lavar a parte interna. Utilize uma compressa com água morna. Seque bem a zona das pregas nas coxas e coloque creme protetor na zona vaginal e acima desta, nos lábios da vagina e no ânus e nádegas.

Limpar um menino

No menino deve ter o cuidado de limpar muito bem os genitais, no sentido da frente para trás, com especial atenção às pregas cutâneas. Limpar muito bem por baixo dos testículos e limpe o pénis no sentido descendente, mas não faça movimentos no prepúcio sem indicação médica porque ele mantém-se naturalmente limpo. Limpe bem o ânus e as nádegas e coloque creme protetor na zona acima do pénis (mas não no pénis), em volta dos testículos, no ânus e nas nádegas.

 


Newsletter

Receba dicas e conheça novos testemunhos todos os meses.

O seu endereço de e-mail

Data prevista para o parto

 

Siga-nos

Faça parte desta comunidade.


Com o patrocínio de: