Artigo

Choro do recém-nascido

Aprenda dicas para interpretar o choro do bebé e saiba como atuar para o confortar desde os primeiros dias de vida.

Fonte: O Método Brazelton - A Criança e a Disciplina, dos pediatras Brazelton e Sparrow.

Reconheça os diferentes tipos de choro do bebé, aprendendo a decifrar as suas expressões faciais e linguagem corporal. Na interpretação do choro deverá ter em conta fatores essenciais ao bem-estar do bebé, como mudança da fralda, sesta, excesso ou falta de roupa, por exemplo.

Quando o bebé chora com dor

SINAIS: É um lamento curto, agudo e muito alto, seguido de um período de apneia (ausência de respiração) e depois de outro grito.

DICAS: O bebé chora mesmo quando é confortado e lhe pega ao colo. Se chorar por um período de tempo prolongado, o choro enfraquece e parece-se menos com um gemido de dor, mas é a altura de pedir ajuda ao médico.

O bebé chora por ter fome

SINAIS: O choro é de soluços contínuos, mas curtos. É persistente e não muito alto. O bebé movimenta a cabeça de um lado para o outro e para a frente, com a boca entreaberta, à procura de alimento.

DICAS: Alimente o bebé e perceberá como estava faminto, observando o seu contentamento. Se revela desinteresse no alimento – se pega no mamilo, mas larga-o de seguida para recomeçar a chorar – então deve procurar outra causa.

O bebé protesta com fadiga

SINAIS: O bebé protesta a seguir a um dia de muita interação com outras pessoas, barulho e atividades à sua volta. É expresso um som ligeiro, quase um gemido, que vai aumentando de tom até se tornar num choro forte.

DICAS: Se o deitar no berço ou o afastar um pouco, o choro passa a soluço e acabará por parar.

O bebé chora por estar entediado

SINAIS: O bebé começa a choramingar em soluços, quando está aborrecido. Olha em volta e para de chorar quando falam com ele, o acariciam ou lhe pegam para brincar. Qualquer coisa o satisfará, desde que seja algo novo.

DICAS: Pegue-lhe ao colo e fale com ele. Converse com o bebé num tom calmo. Passeie-o pela casa e leve-o à rua. Interaja com ele, mantendo-o próximo de si, de preferência junto ao seu corpo.

Quando o choro é sinal de desconforto

SINAIS: É um choro mais fraco do que o grito de dor, mas com momentos de intensidade. O bebé demonstra-se incomodado com a sua atual condição.

DICAS: Caso pegue o bebé ao colo para o tentar aliviar, ele deixará de choramingar. Se o desconforto for grave, transformar-se-á num grito de dor ou num pedido de ajuda mais desesperado.

Chorar para descomprimir ao fim do dia

SINAIS: É um tipo de choro muitas vezes confundido com o choro de desconforto ou de cólica. É intermitente e muitas vezes ritmado, acontecendo depois de um dia muito agitado, repleto de imagens e de muitas atividades.

DICAS: Para acalmar o bebé, pegue-lhe ao colo, embale-o ou fale com ele. Na maioria dos casos, este choro não passará de um choro agitado e rítmico.

 

Sobre Brazelton e Joshua Sparrow

São ambos Médicos Especialistas em Pediatria. A conceituada dupla a Universidade de Harvard ganhou destaque a nível internacional com a publicação de uma coleção de guias práticos intitulada Método Brazelton.

Subscreva a newsletter
e GANHE um mimo

Caso esteja gravida, indique-nos a data prevista para o nascimento e passará a receber a nossa newsletter semanal sobre a evolução da sua gravidez. Se já for mãe , indique-nos a data de nascimento do seu filho e passará a receber mensalmente a nossa newsletter sobre o desenvolvimento do seu bebé.

O seu endereço de e-mail

Data de nascimento

 

Siga-nos

Faça parte desta comunidade.