Artigo

Compreender as birras

As birras são frequentes a partir do segundo ano de vida. Fique com orientações e conselhos para ajudar a criança a gerir as suas zangas e frustrações.

Fonte: O Método Brazelton - A Criança e a Disciplina, dos pediatras Brazelton e Sparrow

A criança está a construir a sua autonomia

As birras ocorrem muitas vezes porque a criança sente-se incapaz de tomar uma decisão – «sim» ou «não», «faço» ou «não faço?». A criança sente um forte desejo de independência, acompanhado de medos e inseguranças.

À medida que a criança cresce, anseia por ser dona de si própria

No processo de desejo de independência, é normal que a criança queira ser cada vez mais autónoma. Perante uma birra, se puder deixe-a tomar uma decisão por si própria e, quando estiver mais calma, valorize o seu esforço.

A birra assume um significado real para a criança

A birra poderá parecer trivial e inesperado para os pais, mas acredite que assume um significado real para a criança. Por isso, a criança precisará que os outros compreendam o “tumulto” que ela está a viver.

A birra é um problema da criança e não dos pais

O sentimento de impotência e a perda de controlo da criança está diretamente ligado com a perda de controlo dos pais. Os pais não devem sentir-se culpados ou incapazes perante as birras, pois estas fazem parte do desenvolvimento.

Sair de cena poderá ser uma boa solução eficaz

Os pais sentem-se expostos e observados como «maus pais», sobretudo quando as birras ocorrem em locais públicos. Se a criança estiver em segurança, voltar as costas ou sair de cena pode ser uma forma eficaz de retirar a “força” da birra.

Encoraje a criança a resolver sozinha a birra

Se a birra resulta de uma luta interior para tomar decisões autonomamente, ao afastar-se, para que a criança se acalme sozinha, os pais estão a encorajá-la. Ao dominar estes sentimentos, a criança sente-se também mais capaz e autónoma.

Sinais de alerta: quando deve procurar um especialista

Após os cinco anos, caso a criança continue a fazer birras frequentes ou se estas se prolongam por mais de meia hora, deverá ponderar uma avaliação do pediatra e porventura a consulta de um especialista.

 

Sobre Brazelton e Joshua Sparrow

São ambos Médicos Especialistas em Pediatria. A conceituada dupla a Universidade de Harvard ganhou destaque a nível internacional com a publicação de uma coleção de guias práticos intitulada Método Brazelton.

Newsletter

Receba dicas e conheça novos testemunhos todos os meses.

O seu endereço de e-mail

Data prevista para o parto

 

Siga-nos

Faça parte desta comunidade.


Com o patrocínio de: